PatoBranco.com

Liberação de entrada de animais em hospitais provoca 'saia justa' na Alep

Publicado em: 06/12/2016 18:36

A aprovação de um projeto que libera a entrada de animais domésticos e de estimação em hospitais provocou uma "saia justa" para o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ademar Traiano (PSDB). O governo do Estado vetou a proposta, de autoria do deputado Hussein Bakri (PSD), alegando que ela traria problemas para as instituições de saúde, gerando custos para a implantação de uma infraestrutura em termos de espaço e pessoal para atender a essa nova necessidade, além de representar risco de infringir normas sanitárias. Os deputados, porém, rejeitaram o veto por 32 votos a sete no último dia 23.


Com a rejeição do veto, o projeto voltou para o Executivo para ser sancionado. Como o Executivo se recusou a fazê-lo, a proposta agora deveria ser promulgada pela presidência do Legislativo. Traiano, porém, não transformou a norma em lei porque recebeu representantes dos hospitais e da vigilância sanitária que são contra a proposta. Ele alegou que precisa de mais tempo para estudar a iniciativa. Para Traiano, os deputados aprovaram o projeto sem ouvir representantes dos hospitais e da vigilância.

Autor do projeto, Bakri argumenta que "a atividade terapêutica assistida por animais se insere nas práticas humanizadas exaltadas pela Organização Mundial de Saúde, que se utilizam do animal como parte integrante do tratamento psicológico do paciente", justificou. "A partir da 'Pet Terapia' há uma adaptação do paciente ao ambiente hospitalar, o que permite a redução de estresse e o aumento de bem-estar, reduzindo o período de internação e desconforto da hospitalização", disse.

Pelo projeto, fica regulamentado que cada estabelecimento médico criará as normas para o ingresso dos animais para a visitação de pacientes. No caso de cachorros, além da coleira, quando necessário, o animal deverá estar com um enforcador e focinheira. Também será exigida a vacinação atualizada e higienização do animal.

Fonte: Bem Paraná
Foto: Reprodução

Foto

Notícias Relacionadas