PatoBranco.com

Weverton e mais dois jogadores do Atlético estão fora do Paranaense

Publicado em: 19/04/2017 15:11

O Tribunal de Justiça Desportiva do Paraná (TJD-PR) julgou nesta terça-feira (dia 18) à noite os incidentes ocorridos no jogo Paraná Clube 0 x 0 Atlético-PR, na Vila Capanema, pelas quartas de final do Campeonato Paranaense, em 9 de abril. Cinco jogadores foram punidos: três do Atlético e dois do Paraná.

Pelo Furacão, o goleiro Weverton pegou oito jogos de suspensão e o atacante Douglas Coutinho, nove. O goleiro reserva Warleson levou quatro partidas de suspensão. Pelo Paraná, os atacantes Felipe Alves, com quatro jogos, e Nathan, sete jogos, também foram suspensos.

As punições valem apenas para competições organizadas pela Federação Paranaense de Futebol, como o Campeonato Paranaense. Essas suspensões não valem para competições da CBF (Brasileiro e Copa do Brasil) ou da Conmebol (Libertadores).

O Paraná Clube já está fora do Paranaense e, com isso, essas suspensões só serão cumpridas pelos jogadores na edição 2018 do Estadual.

A princípio, os três jogadores do Atlético estão fora da reta final (semifinais e final). No entanto, o clube pode entrar com recurso para levar o caso ao Pleno do TJD-PR (instância máxima no âmbito estadual). E, junto com o recurso, pode pedir o efeito suspensivo (medida que anula provisoriamente a suspensão até que o recurso seja julgado).

O advogado do Atlético, Marcelo Mendes, afirmou que provavelmente vai recorrer das punições, mas antes vai consultar a diretoria do clube.

Os cinco jogadores foram indiciados pela procuradoria do TJD-PR, que se baseou na súmula do jogo, escrita pelo árbitro, e em imagens de TV.

O Paraná e o Atlético corriam o risco de multa pela confusão, mas acabaram absolvidos. O Furacão foi multado em R$ 3 mil porque torcedores utilizaram sinalizadores nas arquibancadas.

Segundo a denúncia da procuradoria, Weverton poderia pegar até 30 jogos de suspensão. Douglas Coutinho corria risco de suspensão de 36 partidas e Warlesson, de 12. Pelo lado do Paraná, Nathan poderia pegar 24 jogos de suspensão e Felipe Alves, 12.

Weverton foi indiciado no artigo 258-A do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), que trata de "provocar o público durante partida", com pena de suspensão de duas a seis partidas. Ele foi acusado de provocar a torcida do Paraná após o apito final, gesto que teria provocado a briga em campo. Ele também estava denunciado nos artigos 254-A (agressão física, com suspensão de quatro a 12 partidas), 257 (rixa, conflito ou tumulto, com suspensão de duas a 12 partidas).

Douglas Coutinho foi indiciado nos artigos 254-A e 257. Warlesson e Felipe Alves ficaram apenas no 254-A. Nathan estava duplamente citado no artigo 254-A.

Fonte: Bem Paraná
Foto: Geraldo Bubniak

Foto

Notícias Relacionadas