PatoBranco.com

Indenizações por morte em acidentes sobem 5% no Paraná

Publicado em: 03/08/2017 04:56

As indenizações envolvendo acidentes com morte no trânsito registraram aumento de 5,07% no primeiro semestre deste ano no Paraná. Foram pagas 1.513 indenizações neste ano, contra 1.440 no mesmo período do ano passado. No País, a alta foi bem maior, e chegou a 27%. Os dados são da Seguradora Líder-DPVAT, responsável pela operação do Seguro por Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre (DPVAT).

Porém, as indenizações por invalidez permanente tiveram uma queda acentuada entre um ano e outro. No primeiro semestre deste ano foram 8.329 casos, enquanto no ano passado foram 10.563, uma redução de mais de 16%. Já os reembolso de despesas médicas e hospitalares (Dams), os dados da Líder também mostra uma queda - 1.743 em 2017 contra 2.113 em 2016 (-17,51%).

Nacionalmente, estes dois itens também apresentaram redução neste ano.

Segundo o diretor-presidente da empresa, Ismar Tôrres, a análise das estatísticas do Seguro DPVAT pode contribuir para o desenvolvimento de ações de prevenção de acidentes mais efetivas.

"Seguindo as tendências dos anos anteriores, a motocicleta representou a maior parte das indenizações, 74%, apesar de representar apenas 27% da frota nacional. E os acidentes estão concentrados em um público muito jovem, entre 25 e 34 anos. Na última semana comemoramos o Dia do Motociclista e apresentar esses números nos deixa desolados", diz Tôrres.

ESTADO

O Paraná reduziu em 20% o número de mortes em decorrência de acidentes de trânsito, entre 2011 e 2015.

Os dados são do Ministério da Saúde, disponibilizados pelo DataSUS, e consideram os óbitos em hospitais, domicílios e vias. O resultado paranaense foi melhor que a média nacional. No Brasil, a queda no mesmo período foi de 11% - com 39.543 mortes no último ano da análise.

Em 2011, o Paraná registrou 3.387 vítimas fatais por causa dos acidentes. Em 2015, foram 2.694. "É uma redução importante, que nos aponta os caminhos a seguir", afirma o diretor-geral do DetranPR, Marcos Traad.

Fonte: Agência Brasil
Foto: Imagem Ilustrativa

Foto

Notícias Relacionadas