PatoBranco.com

Quatro acusados de participação na morte do Procurador de Chopinzinho serão julgados na próxima semana

Publicado em: 28/11/2017 04:48

Estarão sentados no banco dos réus no Fórum da Comarca de Guarapuava, na próxima semana, Giovani Baldissera (o "Pardal"), Darci Lopes Aquino, João Rosa do Nascimento e Jeferson Rosa do Nascimento. Os quatro são acusados de participação na morte do Procurador Municipal de Chopinzinho, Dr. Algacir Teixeira de Lima, assassinado quando chegava em casa, em frente de suas duas filhas, fato ocorrido em 16 de março de 2015. O júri está marcado para o dia 04 de dezembro, a partir das 9 horas.

Os advogados de acusação, representando a família da vítima, são: Assistente de acusação (Dr. Ezequiel Fernandes) e o Promotor (Dr. Cláudio Cezar Cortesia). Já os de defesa: De Giovani (Dr. Tiago Gabriel Shalon); de Darci (Drs. Miriam Padilha, Geslaine Suzim Leão e Claudemir Torrenti Lima); dos irmãos Jeferson e João (Drs. Silvanei Isabel Gomes de Oliveira, Eduardo Nogueira de Morais e Vinícios Sterza). O júri será presidido pela Meritíssima Sra. Juíza de Direito da Vara Criminal de Guarapuava, Dra. Carmem Silvania Zolandeck Mondim, e será aberto ao público.

Segundo informações das últimas semanas, muitas pessoas de Chopinzinho e região, incluindo representantes da Ordem dos Advogados do Brasil, Associação Nacional de Procuradores Municipais, e a sociedade em geral, deverão participar do julgamento, pela repercussão do caso.

De acordo com Denúncia do Ministério Público, "havendo indícios de sua existência, deixo ao Conselho de Sentença avaliar pelo reconhecimento ou não da qualificadora do motivo torpe, atribuída exclusivamente ao réu GIOVANNI BALDISSERA, promessa de pagamento, atribuída aos réus GIOVANNI BALDISSERA, DARCI LOPES AQUINO, JOÃO ROSA DO NASCIMENTO e JEFERSON ROSA DO NASCIMENTO, bem como o recurso que impossibilitou a defesa da vítima, qualificadora atribuída a todos os réus".

Caso Algacir

No dia 16 de março de 2015, por volta das 11h40min, na garagem de sua propriedade, localizada na Rua do Lazer, esquina com a Avenida XV de Novembro, Chopinzinho, o Procurador do município foi assassinado por diversos disparos de arma de fogo, quando chegava em casa. Dr. Algacir Teixeira de Lima, na ocasião, estava diante de suas duas filhas.

Segundo o Ministério Público, "Pardal" e o prefeito da época, Leomar Bolzani, encomendaram o crime, intermediado por ELVI APARECIDA HAAG FERREIRA e NILTON FERREIRA, casal preso e com o julgamento já ocorrido em 29 de junho do ano passado; os irmãos Jeferson e João e o executor Darci.

Elvi e seu esposo Nilton foram condenados à 15 anos de prisão cada um.

Ainda não há data prevista para o julgamento de Leomar Bolzani, segundo informações da Justiça.

Fonte: Rádio Chopinzinho
Foto: Divulgação

Foto

Notícias Relacionadas