PatoBranco.com

Sebrae/PR promove seminário com empresas inovadoras e de alto potencial de crescimento

Publicado em: 01/12/2017 15:31

A etapa da Regional Sul do Sebrae/PR do seminário Desafios do Crescimento aconteceu na noite desta quarta-feira (29), em Pato Branco. Ao todo, 44 empresas de um total de cem mapeadas na abrangência de atendimento do Sebrae/PR, que compreende a região Sudoeste e microrregião de União da Vitória, participaram do evento. Além das palestras sobre a evolução das tecnologias digitais, com Emerson Cechin (coordenador estadual do programa de Alto Potencial do Sebrae/PR), e sobre estratégias de crescimento para modelos diferenciados, do professor Reinaldo Manzini (Fundação Dom Cabral), o seminário inovou na forma de realização. O ambiente utilizado foi a garagem da sede do Sebrae/PR.

"Muitas empresas inovadoras surgiram em garagens, como Google, Apple, HP e Microsoft. Algumas das melhores e maiores ideias foram geradas nesses ambientes", explica Cesar Giovani Colini, gerente da Regional Sul do Sebrae/PR.

A realização do seminário, segundo o gerente, é apenas a primeira etapa do programa de Alto Potencial do Sebrae/PR para 2018. "Temos um radar de inteligência competitiva que permite identificar empresas com características inovadoras e com potencial para grande crescimento", revela. Cesar Colini destaca que o evento foi diferente, pois "as empresas convidadas também são diferentes e a intenção foi desafiar os empresários a continuarem inovando".

Outro aspecto inovador do evento foi uma ferramenta tecnológica para promover e ampliar o networking entre as empresas. Os participantes puderam cadastrar-se em um aplicativo que permitiu trocar informações sobre necessidades e oportunidades de negócios e também parcerias.

Impactos
Em sua palestra, Emerson Cechin, consultor do Sebrae/PR, fez um relato das principais tecnologias que estão impactando todos os modelos de negócio.

"Essas tecnologias podem se transformar em oportunidades ou ameaças, dependendo da escolha do empreendedor. O fato é que todos os negócios podem utilizá-las para potencializar o crescimento", aconselha Cechin. O coordenador também alertou os empresários sobre a necessidade de avaliação permanente dos modelos de negócio e, principalmente, da entrega ou proposta de valor aos clientes.

Já o professor Reinaldo Manzini falou sobre a influência das tecnologias no desenvolvimento das estratégias empresariais, mostrando como as empresas estão ganhando dinheiro e se beneficiando com os novos formatos.

"Temos exemplos de dois tipos de estratégia: envolvimento do cliente, que significa basicamente melhorar a experiência do consumidor; e estratégias digitais, como a internet das coisas, ou seja, as coisas se comunicando e provendo soluções para os clientes", lista Manzini.

Surpreendente
A estratégia de inovar na forma e no conteúdo causou surpresa a alguns dos empresários que participaram do seminário. Cleverson Brandelero, de Pato Branco, confessa que, ao receber o convite, pensou se tratar de mais um evento sobre crescimento empresarial.

"Chegando aqui, notei que era algo diferenciado, com assuntos de alta relevância. Nesse momento, em que a tecnologia se expande muito rapidamente, os temas abordados nos fizeram refletir se nossos modelos de negócio são coerentes com o crescimento", avalia o empresário.

Alisson Chincoviaki, de São Mateus do Sul, também disse estar impactado pelo seminário. "Os temas abordados foram surpreendentes e em sintonia com o avanço veloz da tecnologia no mundo. Ajuda muito a abrir a mente dos empresários, que podem vislumbrar novas ideias de como conseguir entender e atender melhor os clientes", acredita.

A empresa de Chincoviaki já tem a inovação no DNA, com um sorvete de erva-mate (São Mateus do Sul é considerada a capital da erva-mate no Paraná) e com produtos que não levam aditivos ou corantes químicos, priorizando as frutas naturais, muitas delas nativas, com a guavirova (ou gabiroba) e o butiá.

Fonte: Assessoria de Comunicação
Foto: Assessoria de Comunicação

Foto

Notícias Relacionadas