PatoBranco.com

Senado aprova comenda esportiva em homenagem à Chapecoense

Publicado em: 07/12/2017 13:08

Os exemplos de solidariedade e espírito esportivo vistos após o acidente com o avião da equipe Chapecoense, em novembro de 2016, são a inspiração para uma comenda a ser concedida pelo Senado. O Plenário aprovou nesta quinta-feira (7) o projeto de resolução (PRS 1/2017) do senador Roberto Muniz (PP-BA) que cria a Comenda do Mérito Futebolístico Associação Chapecoense de Futebol. O texto vai à promulgação.

A premiação foi pensada para homenagear empresas, atletas, dirigentes e outros profissionais que tenham se destacado em competições esportivas ou na promoção do futebol. Ela foi proposta pouco depois do acidente aéreo com a Associação Chapecoense de Futebol, que iria disputar a final da Copa Sul-Americana com o Club Atlético Nacional, de Medellín (Colômbia).

"De todos os sentimentos que floresceram, que se uniram na grande tragédia que houve com a equipe da chapecoense, o principal foi a solidariedade. Vimos, em todos os locais do mundo, clubes e países se abraçarem em torno do futebol", lembrou Muniz na justificação da proposta.

O mérito da iniciativa convenceu o relator, senador Dário Berger (PMDB-SC), a recomendar a sua aprovação.

- É uma justa homenagem. Criar uma comenda do mérito futebolístico simboliza ato sublime marcante que destaca o acidente que ocorreu cerca de um ano atrás em Medelín na Colômbia. A Chapecoense é hoje um orgulho nacional - disse.

Regras

De acordo com o PRS 1/2017, os senadores poderão indicar os concorrentes ao prêmio. O julgamento e a escolha das datas de premiação serão feitos por um conselho formado por um senador de cada partido com representação no Senado. O Conselho será renovado a cada dois anos.

Embora já exista a Comenda do Mérito Esportivo no Senado, Muniz considerou que a importância do futebol no cenário nacional justificaria a criação dessa nova premiação. O autor do PRS 1/2017 sugeriu ainda que a primeira comenda seja concedida ao Club Atlético Nacional, de Medellín, pelo espírito esportivo demonstrado na ocasião. A equipe colombiana abriu mão do título em favor do clube brasileiro.

Fonte: Agência Senado
Foto: Reprodução

Foto

Notícias Relacionadas