PatoBranco.com

Mais de 500 enxames de abelhas morrem em Prudentópolis

Publicado em: 09/01/2018 18:01

Um grande número de enxames de abelhas africanizadas morreu nos últimos dias, em Prudentópolis, e o principal motivo é a utilização de agrotóxicos piratas na cultura da soja. As regiões mais afetadas são as localidades de Rio Preto, Linha Ronda, Linha Maurício Faivre e Barra Bonita. Até o momento, mais de 500 enxames já morreram.

"Provavelmente tenha sido usado produto pirata ou contrabandeado. Produtos esses usados sem autorização nas lavouras. A orientação é que cada produtor que perceber mortes de abelhas compareça na Emater ou Adapar (Agência de Defesa Agropecuária do Paraná) para fazer o formulário de denúncia e, posteriormente, fazer um boletim de ocorrência na Delegacia de Polícia Cívil, para que caso se descubra o culpado tenha toda documentação em mãos para cobrar os prejuízos. Neste caso os prejuízos são incalculáveis, cada enxame morto representa uma grande série de prejuízos, não só para o apicultor, mas também para toda a natureza", explicou Marlon Tiago Hladczuk, técnico em agropecuária pela Emater.

Prudentópolis já chegou a ser denominada de "Capital do Mel", pelo grande investimento que a apicultura recebeu. Porém, com o passar dos anos, a atividade foi diminuindo, com os produtores investindo em outras áreas, como a fumicultura e o cultivo do feijão. Mesmo assim, o município ainda é um dos maiores produtores de mel do Estado.

Fonte: Rede Sul Notícias
Foto: Marlon Tiago Hladczuk

Foto

Notícias Relacionadas