PatoBranco.com

Início da colheita de maçã em Santa Catarina tem queda na produção

Publicado em: 02/03/2018 07:44

A colheita da maçã começou em Santa Catarina, um dos principais Estados produtores do País. A safra deve ser menor esse ano, mas o que realmente preocupa os produtores é o preço.

Os pomares estão cheios. A primeira variedade a ser colhida é a gala, depois a fugi. Só na região de São Joaquim, na Serra Catarinense, são colhidas, em média, 400 mil toneladas de maçã por safra. Para este ano, o número deve ser menor.

"Acreditamos que a produção vai ser boa. Não ótima, mas vai ser boa, com uma quebra em torno de 10% a 15% com relação ao ano passado", afirma Marcelo Cruz de Liz, engenheiro agrônomo da Epagri.

O clima também contribuiu para essa redução. Choveu pouco no período de floração da fruta, o inverno foi mais quente e ainda teve geada fora de época.

"Tem uma área no meu pomar que teve um problema sério. Vou perder em torno de 50% da safra. A qualidade, como a geada deforma o fruto, vai ter que ser colocado pra indústria, pra fazer suco. É uma perca significativa", explica o produtor Sandrigo Pereira Campos.

No pomar do produtor Tulio Mattos, por exemplo, o clima não influenciou. A produção da safra passada, de 5,5 mil toneladas de maçãs colhidas, deve se repetir. A preocupação mesmo está no preço. O quilo da fruta para o produtor está em média R$ 0,90. "Ano passado foi um preço baixo e talvez esse ano tudo indica também que vai permanecer esse preço. Isso aí a gente não pode prever", diz Tulio.

A principal diferença da maçã deste ano está no tamanho. Ela vai ser um pouco menor, mas os produtores afirmam que a qualidade da fruta continua a mesma. "Nós vamos ter frutas boas para comercialização, para conservação, pra atender todo mercado brasileiro e até para exportação", garante o engenheiro agrônomo Marcelo Cruz de Liz.

A produção estimada de Santa Catarina é de cerca de 600 mil toneladas, quase metade da produção nacional.

Fonte: Globo Rural
Foto: Divulgação

Foto

Notícias Relacionadas