PatoBranco.com

Goioerê - Presos da cadeia pública de Goioerê fazem reféns em rebelião

Publicado em: 08/03/2018 08:35

Os presos da cadeia pública de Goioerê iniciaram uma rebelião na madrugada desta quinta-feira (8), e fizeram dois presos como reféns. A rebelião começou depois de uma série de fatores desfavoráveis aos presos.

O primeiro deles foi a descoberta de uma tentativa de fuga, através de um buraco na laje da cadeia. Isso resultou na suspensão da visita aos presos nesta quinta-feira. Depois houve a interceptação de um pacote com 12 telefones celulares e uma porção grande de maconha, com a prisão da pessoa que estava jogando a embalagem para os presos.

A partir deste momento os presos começaram a ficar agitados, batendo grades e conseguindo romper o cabo de aço que prende a porta do solário. Em seguida, eles quebraram o sistema de abastecimento de água na cadeia, que começou a ficar alagada. Como parte da estratégia de contenção dos presos, foi cortada a energia elétrica.

Depois, os presos exigiram a presença da imprensa. O jornalista Helder Villela e o radialista Gerson de Brito foram até o local. Depois de alguma conversa, intermediada pelo Capitão Renato, comandante da 2ª Cia da PM, os presos passaram a exigir a presença da televisão e que lhes fosse fornecido água.

Como se trata de rebelião com reféns, equipes especializadas estão se deslocando a Goioerê para acompanhar a situação. Em princípio, os presos querem apenas a presença da televisão para que a entrada da polícia dentro do presídio seja sem violência.

Neste momento as negociações, que são coordenadas pelo Capitão Renato, comandante da 2ª Cia da PM, estão suspensas.

Os presos temem retaliações por parte da polícia, caso encerrem a rebelião.

Uma equipe de negociação está se deslocando de Curitiba para tentar um desfecho na rebelião, ao mesmo tempo que a equipe local continua conversando com os presos.

A cadeia está cercada pela PM e em princípio todos os 94 presos estão bem.

Fonte: GoioNews
Foto: GoioNews

Foto

Notícias Relacionadas