PatoBranco.com

Com o Selo Alimentos do Paraná, mais 101 pequenos negócios se reforçam para ampliar mercado

Publicado em: 12/04/2018 05:00

Representantes de 101 micro e pequenas indústrias, agroindústrias e distribuidoras de alimentos e bebidas de diversas regiões do Estado receberam no Sebrae/PR em Curitiba, os atestados de conformidade do Selo Alimentos do Paraná. A certificação atesta a eficiência de processos de acordo com as exigências legais de segurança e qualidade alimentar, além da gestão empresarial, dentro do Modelo de Excelência da Gestão (MEG), da Fundação Nacional da Qualidade (FNQ).

Realizado pelo Sebrae/PR, com a Fecomércio PR, Fiep, Associação Paranaense de Supermercados (Apras) e Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) no comitê gestor, o Programa Selo Alimentos do Paraná objetiva a melhoria de processos produtivos, aprimoramento da qualidade e boas práticas de gestão em empreendimentos de micro e pequeno porte do segmento de alimentos e bebidas. A metodologia segue as normas sanitárias vigentes e o modelo do MEG. Todo o processo tem como avaliador o Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar).

Na cerimônia de certificação, o diretor-superintendente do Sebrae/PR, Vitor Roberto Tioqueta, destacou o Programa como um diferencial para a competitividade. "As empresas que recebem o Selo estão assegurando aos clientes que os produtos são reconhecidos, certificados e têm qualidade. Compete também saudar os empreendedores que, mesmo em período de crise, dispensaram tempo e recursos para trabalhar na melhoria da gestão de seus negócios", pontuou. Tioqueta evidenciou que o número de participantes saltou de 23 em 2015, ano da primeira edição, para 101 em 2017.

Julio Cesar Agostini, diretor de Operações do Sebrae/PR, ratificou a importância do Selo no resultado dos negócios, lembrando que o Programa também realiza ações de mercado. "As empresas que participaram das rodadas de negócios em 2017, mesmo em um ano em que o Brasil que cresceu menos de 1%, aumentaram a carteira de clientes em 8%, realizando, em média, sete vendas para cada um dos novos contatos, com um aumento de 7% em seus faturamentos", exemplificou.

Representando o Comitê Gestor do Programa, o presidente da Fecomércio PR e vice-presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae/PR, Darci Piana, recordou a ideia que motivou a implantação da iniciativa no Estado. "Quando presidi o Conselho Deliberativo do Sebrae, fizemos uma viagem à Itália e surgiu essa ideia de trazer melhorias ao segmento de alimentos do Paraná. Lá, visitamos microempresas e cooperativas e fizemos grandes parcerias, para que o Paraná pudesse dar um passo decisivo para a melhoria da nossa cadeia de alimentos. O resultado disso está aqui, com 101 empresas certificadas pelo programa que merecem o nosso respeito por terem alcançados resultados positivos neste ciclo", enfatizou.

Evolução

As 101 empresas certificadas evidenciam o próprio crescimento e amadurecimento do Programa, que na última edição contou com 68 empresas chanceladas, e um aumento de 90% nas médias de conformidade certificadas pelo Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar). "Esse projeto em especial nos dá muita alegria, pois estamos aqui com esse trabalho que garante segurança aos negócios e aos consumidores dos produtos e serviços que essas empresas disponibilizam. Quanto mais as empresas atendem a legislação e têm seu modelo de gestão avaliado, melhores são seus resultados. E, consequentemente, para seus recursos investidos, o retorno também é de certa forma garantido", observou o diretor-presidente do Tecpar, Julio Cesar Félix.

Representando a Fiep, o assessor da presidência, João Arthur Mohr, ressaltou que o setor de alimentos é o mais representativo da indústria do Paraná. "Atualmente, responde por 27% das receitas líquidas de vendas industriais do Estado, o que corresponde a cerca de R$ 55 bilhões ao ano. São quatro mil estabelecimentos industriais, que geram cerca de 187 mil empregos diretos. O Selo traz como benefício às micro e pequenas empresas mais organização interna, redução de custos, aumento da participação no mercado, além de visibilidade comercial", afirmou.

Já o diretor Geral da Abrasel, Luciano Bartolomeu, afirmou que as empresas chanceladas com o Selo terão preferência de seus associados. "Quando uma entidade como o Sebrae/PR faz uma certificação como essa, donos de bares e restaurantes sentem-se mais seguros ao oferecer tais produtos. Quem ganha é nosso maior cliente: o consumidor final", ponderou.

O diretor da Apras, Helton Parizotto, afirmou que ter produtos com o Selo Alimentos do Paraná dentro de suas lojas é um chamariz para novos clientes. "O consumidor está muito exigente e busca por uma diferenciação. O Selo traz esta alta qualidade comprovada", testemunhou.

Premiadas

A Adega Porto Brazos, de Ponta Grossa, com 99,13%, obteve o maior índice de conformidade entre todas participantes e foi melhor colocada na categoria Bebidas. De acordo com Anneleen Dewulf, responsável técnica e sócia da indústria, esta é a segunda vez consecutiva que participam do Programa. "No ciclo 2016, conquistamos 80% de conformidade. Mas, de lá para cá, trabalhamos fortemente o MEG, as boas práticas de fabricação e reestruturamos a empresa em todas as suas áreas. Esse conjunto de ações resultou em um crescimento de 30% da Adega", comemora.

Neste ano, as empresas que obtiveram os maiores índices de conformidade, por categoria, do 1º ao 3º lugar: Alimentos Funcionais: Biscoitos Kerber (Umuarama), Verde Brasil Alimentos Orgânicos (Piraí do Sul) e Semprebom (Maringá); Alimentos Prontos e Pré-Prontos: Maria Maria Soluções (Curitiba), Pipoca do Gugui (Apucarana) e Petit Chef (São José dos Pinhais); Bebidas: Adega Porto Brazos (Ponta Grossa), Belo Pomar Polpas de Frutas (Ivaiporã) e Chá da Serra (Guarapuava); Origem Animal: Samollé (Quatro Pontes), Coofamel (Marechal Cândido Rondon) e Salumeria Romani (Mandirituba); Origem Vegetal: Botânica Hortifruti (Toledo), Anfrut (Marialva) e Soeto Alimentos (Joaquim Távora).

Fonte: Savannah Comunicação Corporativa - empresa licitada do Sebrae/PR
Foto: Savannah Comunicação Corporativa - empresa licitada do Sebrae/PR

Foto

Notícias Relacionadas