PatoBranco.com

Lideranças comemoram a confirmação do Aeroporto do Oeste

Publicado em: 06/07/2018 14:16

Lideranças empresariais, políticas e de outros segmentos comemoram a confirmação da construção do Aeroporto Regional do Oeste e destacaram a iniciativa da governadora Cida Borghetti, de desapropriar a área que abrigará o novo terminal. O ato é considerado marco inicial da concretização do projeto, que é um dos mais aguardados na região. "Queremos um Paraná forte para seguir em frente e para isso temos que optar pela cultura do desenvolvimento regional", disse Cida, ao assinar o decreto de desapropriação, quinta-feira (5), em Cascavel, em evento com mais de 200 pessoas.

Empresários e prefeitos entendem que o aeroporto de maior porte propiciará um salto na infraestrutura e logística e ampliará muito as oportunidades de desenvolvimento para o Oeste. "Garantirá mais oportunidades de investimentos, negócios e desenvolvimento e, desta forma, beneficiará não só a região mas todo o Paraná", afirmou o presidente da Associação Comercial de Cascavel (ACIC), Edson José de Vasconcelos. "Todos nos se unimos para que o aeroporto se torne uma realidade. Muitos prometeram e a coragem de tirar o projeto do papel é da governadora Cida Borghetti", disse Vasconcelos.

Para o empresário e pecuarista Salazar Barreiro Júnior, muitos investimentos produtivos são alavancados quando a região pode contar com um aeroporto de maior porte. "Há muitos anos Cascavel acalenta o sonho de ter este equipamento. O aeroporto da cidade supre necessidades, mas precisamos de um que tenha condições de atender demandas maiores", declarou.

A obra é uma antiga reivindicação dos prefeitos da Associação dos Municípios do Oeste (AMOP) e da sociedade da região. A projeção é de que o novo aeroporto atenda mais de 1,2 milhão de habitantes das regiões de Cascavel, Toledo, Palotina, Marechal Cândido Rondon, Foz do Iguaçu, Marechal Cândido Rondon e Guaíra. No total são 52 municípios.

POTENCIAL - A área definida para o Aeroporto Regional tem 148 hectares, entre Cascavel, Toledo e Tupãssi. O local vai permitir a construção de um aeroporto com uma pista de 2.500 metros. O prefeito de Tupãssi, Ailton Caeiro da Silva, afirmou que a concretização do projeto abre novas perspectivas de maior desenvolvimento, inclusive para municípios mais afastados dos centros maiores. "A distância fica menor", afirmou. "O aeroporto abre novas possibilidades. Mais empresas terão interesse em se instalar no Oeste. Nossa região tem muito a oferecer ao Paraná e ao Brasil e, com o aeroporto poderá aumentar o seu potencial econômico", disse Caeiro da Silva.

PORTAS - O empresário Emerson Rossetti, que depende do aeroporto de Foz do Iguaçu para fazer negócios comemora muito. "Um aeroporto abre portas para o mundo. É uma necessidade tangível para nossa região crescer. Hoje só temos motivos para agradecer", afirmou.

"Hoje o discurso de fato se tornou realidade. O Governo traz a segurança para continuarmos investindo nessa região, que é exemplo para o Paraná", afirmou o presidente da Amop e prefeito de Maripá, Anderson Bento Maria. Já o prefeito de Cascavel, Leonaldo Paranhos, definiu o aeroporto como um dos investimentos mais importantes na história do Oeste. Ele destacou a agilidade do Governo do Estado para a concretização do projeto. "Em três meses foi resolvido um problema que se arrastava há 20 anos", disse.

RECURSOS - O investimento estimado para a desapropriação é de R$ 10,5 milhões. Os recursos já estão empenhados, depositados em conta específica, e serão repassados a Cascavel e Tupãssi através de convênios com a Secretaria de Estado da Infraestrutura e Logística.

Fonte: AEN
Foto: Jonas Oliveira

Foto

Notícias Relacionadas