PatoBranco.com

Startups ganham contatos e mercado no ConectaPR

Publicado em: 05/09/2018 08:14

Mentorias e workshops resumem o que foi o ConectaPR, considerado o maior evento de startups do Paraná, que ocorreu em Curitiba, com mais de 700 participantes. Promovido pelo Sebrae/PR, o festival deixou um legado de compartilhamento e aproximação entre os atores do ecossistema de startups. Prova disso são as inúmeras parcerias e negócios fechados a partir do evento.

Foi o que ocorreu, por exemplo, com a LeadFinder, startup de Pato Branco, que tem apenas três meses de operação. Especializada em inteligência em geração de leads, um de seus fundadores, Fernando Osmarini, conta que assim que terminou a apresentação do serviço, foi abordado por uma empresa interessada em utilizar a tecnologia.

"Em alguns dias, vamos implantar um ‘PoC’ [sigla que vem do inglês Proof of Concept, que significa testar o conceito do produto antes de liberá-lo efetivamente] nessa empresa. Se tudo der certo, haverá a implantação total do sistema em cerca de 90 dias", conta Osmarini.

Ele completa que, no final do ConectaPR, durante um momento de descontração, encontrou outra startup que se interessou pelos serviços da LeadFinder. Com 30 clientes na carteira, a empresa deve ganhar um incremento em torno de 50% no faturamento mensal com as conexões que fez no Sebrae/PR.

Já a Certus Software, de Curitiba, saiu do ConectaPR com um contrato para receber um bônus de 150 mil dólares. O CEO, Fabio Ieger, comenta que após assistir à palestra de Sergio Gama, da IBM, e passar pela mentoria de Thiago Lima, da Embarcados, recebeu a indicação para integrar o programa IBM Startups.

"Vamos desenvolver um projeto piloto de inteligência artificial para nossos clientes com as tecnologias da IBM. A personagem ‘Cissa’ vai reduzir os nossos custos, acelerar os processos, oferecer suporte 24 horas, entre outras melhorias", explica Ieger, acrescentando que a expectativa é de quintuplicar o número de clientes em um ano e expandir o negócio para todo o Brasil.

Internacionalização

No ConectaPR 2018, os participantes puderam também contatar e ouvir as experiências de representantes de ecossistemas internacionais de inovação, como Nicolas Vega, da Startup Chile. Além de palestrante, Vega ficou de olho em potenciais startups para serem aceleradas, uma delas, a LeadFinder.

"Tínhamos um plano de internacionalização por volta de dois anos da abertura, mas ocorreu em 90 dias. Estamos passando por um processo de formalização e inscrição na Startup Chile. Se aprovados, vamos passar uma temporada no Chile e receber um aporte de 80 mil dólares", relata.

Para Rafael Tortato, coordenador estadual do projeto de Startup do Sebrae/PR, os dois exemplos traduzem o resultado prático do evento e reforçam a posição da entidade de atuar na preparação das empresas inovadoras, bem como aproximá-las de oportunidades e parcerias de mercado.

"O ConectaPR proporcionou conexões e mentorias com agentes externos, painéis com grandes empresas e workshops de profissionais de referência. Isso tudo abriu portas e negócios para os empreendedores ampliarem conhecimento e mercado", completa Tortato.

Fonte: Assessoria de Imprensa
Foto: Luiz Felipe Miretzki

Foto

Notícias Relacionadas