PatoBranco.com

Brasil lidera ranking de ligações de spam na América Latina, diz relatório

Publicado em: 18/10/2018 06:17

O Brasil é o país latino-americano em que as pessoas mais recebem ligações telefônicas classificadas como spam, segundo um relatório elaborado por uma empresa de verificação de números de telefone.

Os principais motivos dessas ligações são oferecer serviços de telefonia e financeiros, afirma o documento feito com a base de dados do aplicativo Truecaller, de acordo com a agência Efe. Líder em ligações spam, o Brasil apresenta um aumento de 81% em relação ao número de casos registrados em 2017, o que significa uma média de 37,5 chamadas ao mês por usuário.

Segundo o relatório, os maiores 'spammers' no Brasil são as próprias operadoras de telefonia, responsáveis por 33% desse tipo de ligação, feitas geralmente para apresentar ofertas especiais, como uso de dados ou chamadas ilimitados. Empresas de cobrança ocupam o segundo lugar, com 24% das chamadas - algumas, adverte o relatório, podem ser fraudes, em que criminosos tentam obter dinheiro.

Outros 21% das chamadas consideradas spam são 'chamadas incômodas' - tipo mais geral de chamadas não desejadas e não solicitadas que perturbam os usuários, que podem ser trotes, assédio ou golpes de falso sequestro.

Outros países
O segundo lugar na América Latina pertence ao Chile, onde as ligaçõas indesejadas aumentaram 25% desde 2017, chegando a 21,9 chamadas mensais a cada portador de uma linha de telefone.

O México completa o pódio com a terceira posição. O relatório mostra que cada cliente no território mexicano recebe 20,9 ligações de spam ao mês, um aumento de 71% em relação ao ano passado.

O único caso entre os primeiros dez do ranking que registrou uma queda é Porto Rico, que passou de uma média de 7,9 ligações mensais por usuário para 5,9, uma redução de 25%.

Truecaller funciona através de informações concedidas diretamente pela comunidade de usuários, que em nível mundial já supera os 300 milhões de usuários e permite detectar e bloquear números indesejados.

Fonte: G1 Globo
Foto: Imagem Ilustrativa

Foto

Notícias Relacionadas