PatoBranco.com

EPC: levantamento revela números do pedágio

Publicado em: 23/06/2016 07:50

Estudo aponta que entre 1998 e 2015 o faturamento nas praças de pedágio cresceu 2400%. Já os investimentos em infraestrutura, em 18 anos, caminharam num ritmo muito menor.

O levantamento feito com base nos balanços e demonstrações financeiras da concessionária que administra o pedágio entre Foz do Iguaçu a Guarapuava aponta que:

Em 1998 a receita com a cobrança do pedágio foi de R$ 12,3 milhões no ano. O crescimento foi gradativo e vultoso.

Em 2015 o faturamento chegou a casa dos R$ 310 milhões de reais ao ano.

Em 18 anos, o aumento foi de 2400%, sendo que a inflação acumulada em 18 anos foi de aproximadamente 240%.

O gráfico aparece em franca escalada.

Entre 1998 a 2015, a arrecadação com o pedágio foi de R$ 2.251.072 bilhões. O lucro foi de 343.484.000,00 milhões.

A pesquisa aponta que R$ 601.751.000 milhões de reais foram investidos em despesas com conservação e manutenção, o que representa 26,7% das receitas líquidas.

Entre Foz do Iguaçu e Guarapuava são cinco praças de pedágio. Um veículo de passeio gasta somente neste percurso:

R$ 14,10 em São Miguel do Iguaçu
R$ 10,80 em Céu Azul
R$ 11,60 em Cascavel
R$ 11,60 em Laranjeiras do Sul
R$ 11,60 em Candói
Total: R$ 59,70. Considerando ida e volta: R$ 119,40.

Enquanto isso em Santa Catarina, os pedágios no caminho ao litoral a tarifa básica é de R$ 2,30.

Fonte: CatvE - EPC
Foto: Hélvio Romero - AR

Foto

Notícias Relacionadas